A ATRIZ MARIA MAYA ESTÁ FORA DA NOVELA ‘GÊNESIS’, DA RECORD

  • Maratonei
Ouça essa notícia
Reprodução da Internet - Maria Maya

A atriz Maria Maya parece ter deixado o papel de “Genises” por uma crise em seu relacionamento com a então namorada, Laryssa Ayres, que também é atriz da trama. Segundo a colunista Fábia Oliveira, do “O Dia”, Maya teria rompido relações com a amada e pedido para sair da novela.

Após a separação Maria Maria agora está fora definitivamente da trama bíblica. A personagem dela estava prevista para estrear na atual fase da trama, que conta a história de José do Egito (Juliano Laham). No entanto, segundo os bastidores da emissora, a atriz teria deixado a novela devido a separação e estar envolvida em outros projetos com a mãe, Cininha de Paula, Miguel Falabella e Fernanda Chamma. O projeto em questão seria para a plataforma de streaming “Disney Plus”.

Maria Antônia Gigliotti de Campos Maya é uma atriz e diretora de teatro brasileira. É filha dos diretores Wolf Maya e Cininha de Paula, sobrinha-neta do humorista Chico Anysio, neta da humorista Lupe Gigliotti e prima de segundo grau dos atores Nizo Neto, Marcos Palmeira e Bruno Mazzeo.

Sua trajetória pela televisão é recheada de personagens em tramas de sucesso. Maria começou na telenovela “Cara e Coroa” em 1995, onde interpretou Nádia. Em seguida fez Kelly Bola um de seus maiores personagens em “Salsa e Merengue”, em 1996. Após a novela só veio a voltar a fazer novelas em 2003. Neste tempo fez três minisséries: “Hilda Furacão”, “A Muralha e O Quinto dos Infernos”.

Sua volta às novelas foi em “Chocolate com Pimenta” onde fez a hipocondríaca Lili, secretária do médico Paulo (interpretado por Guilherme Piva). Em 2004 fez seu papel de maior destaque, a sambista fogosa Regininha em “Senhora do Destino”. Em 2006 interpretou a cômica Sandrinha em “Cobras & Lagartos”, uma moça que queria ser estilista, mas não tinha o menor senso de ridículo.

Em 2009 esteve em “Caminho das Índias” como Inês, uma jovem gótica que vivia em conflito com os pais, uma vez que eles ignoravam que o irmão tinha alguma doença mental, enquanto ela queria ajuda-lo. No mesmo ano participou dos filmes “Se Eu Fosse Você 2” e “Tempos de Paz” e no ano seguinte atuou em duas peças, “Play” e “A Loba de Ray-ban”, na qual interpreta Fernanda Porto, que se apaixona por Júlia Ferraz (Christiane Torloni).

Entre 2011 e 2012, fez parte do elenco da novela “Aquele Beijo” como a ambiciosa Raíssa. Já em 2013 retornou às novelas com “Amor à Vida”, onde interpretou a vilã boliviana e traiçoeira, Alejandra.

Em 2014 passou a estudar direção e dedicar-se como diretora de teatro. Em 2019 também passou a ministrar aulas de direção teatral.

Compartilhe