Confira sete lugares para visitar em Campos de Jordão

  • Viajou
Ouça essa notícia

Foto: reprodução internet

Conhecida como a “Suíça brasileira”, Campos do Jordão é um dos destinos mais famosos na região serrana de São Paulo. A cidade encanta por diversos aspectos, como a sua receptividade e a alta gastronomia. Não é à toa, que celebridades como o apresentador Amaury Jr., o chef

Edu Guedes e o governador de São Paulo, João Doria, sempre dão uma passadinha por lá. 

Listamos sete atrações imperdíveis na cidade. Confira!

  • Vila Capivari

 Ponto de encontro dos turistas, o local representa o glamour da ‘Suíça brasileira’ e abriga bares e restaurantes em meio às construções com arquitetura europeia. 

O turista também pode aproveitar o local para comprar malhas e os tradicionais chocolates da cidade. Além disso, na temporada de inverno o Capivari fica ainda mais atraente com as constantes apresentações culturais na concha acústica da praça.

 

Foto: reprodução internet

  • Teleférico

Ainda no Capivari, o turista pode apreciar a vista e o clima de Campos do Jordão em um passeio de teleférico. Do alto do Morro do Elefante, para onde o turista é levado, ele encontra uma das vistas mais bonitas da cidade.

Operado pela Estrada de Ferro Campos do Jordão, o teleférico foi o primeiro construído do Brasil – inaugurado em 1970 – e tem percurso de 560 metros em um passeio que leva cerca de cinco minutos. Os ingressos são adquiridos no local e custam R$ 25.

 

Foto: reprodução internet

  • Bondinho

O turista pode optar por dois roteiros: entre as estações Emílio Ribas e Abernéssia ou entre a estação Emílio Ribas e a parada no Portal.

Na primeira delas, partindo do Capivari, o turista percorre a parte mais movimentada de Campos do Jordão e vai até a Abernéssia, um dos bairros mais tradicionais e com muita história sobre a construção da cidade. O bonde retorna até o ponto de origem. O tempo estimado de percurso é de 30 minutos.

O segundo percurso é feito nos bondes vermelhos e amarelos, marcas registradas de Campos do Jordão. Eles saem da estação Emílio Ribas, atravessam a cidade, e seguem até o portal na entrada da cidade. O trajeto leva uma hora. Os passeios custam R$15.

Foto: reprodução internet

  • Auditório Cláudio Santoro

Especialmente no festival de inverno, o auditório é palco para concertos de música clássica e espetáculos de dança e teatro. O espaço tem capacidade para receber até 814 pessoas na plateia. Além dos espetáculos, o Auditório Cláudio Santoro conta ainda com um atrativo ao ar livre: o Museu Felicia Leirner, com esculturas da artista.

 

Foto: reprodução internet

  • Palácio Boa Vista

O Palácio Boa Vista, do governo estadual, foi construído entre 1938 e 1964 e se transformou em um centro cultural na década de 70. O local é uma das residências oficiais dos governadores paulistas, quando sobem a serra.

A arquitetura lembra um palácio da era medieval, além de abrigar um grande acervo artístico e cultural, como mobiliários dos séculos XVII e XVIII, antiguidades, esculturas, peças decorativas, objetos religiosos, e obras de artistas contemporâneos, como Tarsila de Amaral, Anita Malfatti, Aldo Bonadei e Di Cavalcanti.

Para a visitação é cobrado uma taxa de R$16 por pessoa.

Foto: reprodução internet

  • Morro do Elefante

O pico fica a 1.800 metros de altitude e oferece uma vista panorâmica, especialmente da Vila Capivari. O nome do local se dá pela semelhança da formação do morro com a tromba de um elefante.

O acesso ao Morro do Elefante pode ser feito de teleférico ou de carro, por uma estrada pavimentada.

Foto: reprodução internet

  • Amantikir

O Parque Amantikir Garden reúne jardins de várias partes do mundo em meio à natureza da Serra da Mantiqueira. No espaço, são representados 28 jardins, inspirados em 14 países diferentes e com mais de 700 espécies de plantas.

São 60 mil metros de área e cerca de 2,5km de percurso em trilhas pavimentadas. Além dos variados jardins, o parque tem como atração o labirinto clássico – com 450 metros de área e paredes de 2,2 metros -, o labirinto de grama e uma casa na árvore. O custo para entrada é de R$30.

Foto: reprodução internet

Compartilhe