DONA DE CANIL ACUSA LUISA MELL DE ROUBO E ATIVISTA REBATE. ENTENDA

Ouça essa notícia
Reprodução da Internet - Luisa Mell.

É parece que o bicho tá pegando.


A ativista das causas animais, Luisa Mell, teria sido acusada de roubar um cachorro de raça rara de uma família em São Paulo. Após essa revelação, Luisa foi parar entre os assuntos mais comentados do Twitter nesta quarta-feira (16/6).


A coluna do Leo Dias teve acesso aos documentos processuais que comprovam que a ativista não responde por tais acusações.


Luisa é quem move uma ação penal contra Gabriela Sertorio Bueno de Camargo, antiga proprietária de um canil clandestino e da cadela da raça Borzoi, por maus-tratos animais e crimes ambientais. Ela foi condenada a pagar o valor de R$ 858 mil reais como multa, mas nunca cumpriu com tal obrigação.

Gabriela está impedida de aproximar-se de Mell e do Instituto que a famosa possui. Aliás, na semana passada, a antiga dona desse canil foi intimada para remover das redes sociais dela diversas acusações caluniosas contra a ativista. A suspeita é de que Gabriela teria criado perfis falsos para difamar Luisa.


Luisa Mell rebate a acusação de ter roubado um cachorro de raça: ‘Falsa’
A ativista tratou de se defender das acusações feitas na internet:


“Sobre as falsas acusações de ‘roubo de uma Borzoi’ que circulam nas redes sociais: trata-se ação penal contra Gabriela Sertorio Bueno de Camargo, onde mais de 140 cães, incluindo uma cadela da raça Borzoi foram apreendidos pela polícia em cumprimento a uma ordem judicial de busca e apreensão no canil da Gabriela Bueno, depois de denúncias de criação irregular de cães e tráfico de drogas”, explicou Luisa, que disse que a cachorra vivia em más condições.

Compartilhe