EX-JOGADOR ROBERTO CARLOS, PROCESSA ANTÔNIA FONTENELLE E PEDE R$20MIL DE INDENIZAÇÃO

Ouça essa notícia
Reprodução da Internet - Antônia Fontenelle e ex-jogador Roberto Carlos.

Gente, daqui a pouco Antônia Fontenelle vai receber mais processos em sua casa do que boletos rs.

Desta vez, quem move um processo contra a apresentadora é o ex-jogador Roberto Carlos. Na tarde da última quarta-feira (21/7), o ex-jogador entrou com uma ação de indenização por danos morais contra Fontenelle. O pentacampeão brasileiro pede R$ 20 mil de indenização e também a retirada da entrevista que a Youtuber fez com sua ex-mulher, Bárbara Thunder, no Youtube. O processo corre na 19ª Vara Civil de São Paulo.

Segundo o craque, “não é aceitável que seja acusado de um crime que nunca cometeu” e ainda “maculando a sua honra e imagem”. O ex-jogador nega a acusação da ex-mulher, feita no vídeo, de que teria sugerido que Bárbara fizesse um aborto. “Não é aceitável que o autor seja acusado de um crime que nunca cometeu”, explica o advogado de Roberto Carlos na inicial do processo ao qual a coluna do “O Dia” teve acesso.

Roberto também não gostou quando Antônia falou de sua nova família. “Mariana tá usando uma sandália Bottega Veneta. Eu fui olhar o valor: R$ 12 mil. Não tem o menor problema, ela é sua esposa… desde que seus outros filhos não passem dificuldade! Porque não é justo você dar para uns e para os outros, não”.

Em outro trecho, a influencer diz: “Quando a gente é homem tem ombridade, né? E um profissional do seu gabarito tem que honrar com isso! Filho é herança de Deus, Roberto. Tenho certeza de que muita gente vai ficar decepcionada com você”. Roberto Carlos alega pagar R$ 5 mil de pensão para cada filho que tem com Bárbara, totalizando um valor de R$ 10 mil mensais para suprir as necessidades das crianças. 

Na entrevista no canal de Fontenelle, Barbara Thurler, mulher com quem Roberto Carlos teve dois filhos, acusou o ex-lateral da Seleção de abandono afetivo das crianças e de atrasar pensão alimentícia no valor de R$ 10 mil mensais (R$5 mil para cada). Um mandato de prisão já tinha sido expedido contra Roberto pelo mesmo motivo em 2017, mas ele entrou em um acordo e fez a quitação dos atrasados. O ex-jogador nega.

Segundo o advogador do jorgador, existe sim esse atraso, mas afirmou que isso acontece devido à situação cambial, já que Roberto recebe em Madri, onde mora e trabalha como embaixador do Real Madrid. Logo, o valor depositado por ele mensalmente sofreria um atraso de cinco dias para chegar ao Brasil. Ele ainda recebe acusações de não ser encontrado para receber intimações. O advogado do ex-jogador rebate.

Compartilhe