FILHO É DESERDADO POR CID MOREIRA E ACUSA A MULHER DO JORNALISTA DE MAUS TRATOS E MANIPULAÇÃO

Ouça essa notícia
Reprodução da Internet.

Na terça-feira (13/7), Cid Moreira, de 93 anos, foi acusado pelo filho adotivo, Roger Felipe Moreira, de deserdá-lo. No programa “Hora da Venenosa”, o rapaz contou que recebeu um documento escrito pelo jornalista, o avisando que ele não faz mais parte do testamento. Em conversa com Fabíola Reipert, Roger Felipe chegou a mostrar um trecho do documento, no qual Cid afirma que “foi um erro adotá-lo”.  

“Você continua sendo meu filho adotivo porque não consegui reverter a adoção (…). Eu fiz um documento e deserdei você. Escrevi de próprio punho e assinei. Juntei pareceres de profissionais da saúde para provar que não estou senil. Foi um engano te adotar. Fico feliz em saber que você está sendo capaz de se manter”, diz um trecho da carta que supostamente teria sido escrito por Cid Moreira.

Roger Felipe Moreira é sobrinho da ex-esposa do jornalista e foi adotado aos 20 anos. Segundo ele, a convivência com o apresentador começou em 1991, após passar as férias na casa da tia. Na época ele tinha 14 anos. A relação entre os dois, até então, era saudável, começou a declinar quando o cabeleireiro iniciou um relacionamento amoroso com uma pessoa.

“Com 28 anos, conheci uma pessoa que foi o meu primeiro amor”, lembrou. “Comuniquei querer viver minha vida e fazer coisas que eu não costumava fazer. Minha vida era de dedicação 24 horas ao Cid. A partir daí, as coisas começaram a mudar”, afirmou ele durante a participação no “Hora da Venenosa”.

Apesar da situação atípica, esta não é a primeira vez que Roger e o apresentador tem brigas. O cabeleireiro já ameaçou o pai adotivo na justiça do trabalho por conta da ajuda dada em seus trabalhos de locução. “Tudo foi retirado. Vamos dizer assim, tudo me foi retirado. Até o apartamento onde eu morava que foi me dado, foi retirado, o estúdio que ele fez para mim que era uma coisa paro meu futuro para eu ter um rendimento, para que eu não passasse trabalho na vida”, alegou ele.

Na última terça-feira (20/7), os filhos do apresentador, de 93 anos, revelaram que entraram com uma ação judicial para interditar o pai, que segundo eles tem problemas psiquiátricos e é maltratado e mantido refém pela mulher, a jornalista Fátima Sampaio, de 53 anos. 

Segundo a “Quem”, o cabeleireiro, de 45 anos, disse que “a verdade vai aparecer em breve” e que, “se não fosse ela [Fátima] impedindo, nós filhos estaríamos convivendo junto com ele”.

“A única coisa que posso te falar agora é que a verdade vai aparecer muito em breve. Ele é uma vítima. Se não fosse ela impedindo, nós filhos estaríamos convivendo junto com ele. Amamos ele e não podemos nos aproximar porque ela não deixa”, disse Roger.

Compartilhe