Márcio Garcia briga com vizinho de condomínio de luxo e leva processo

Ouça essa notícia

Márcio Garcia é processado por vizinho. Foto: Reprodução Internet

Márcio Garcia arrumou uma briga com um vizinho da sua mansão de luxo na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro e foi processado na Justiça. O apresentador realizou uma obra em sua casa e o vizinho Eduardo Kalache disse que isso afetou negativamente a sua casa.

De acordo com o Notícias da TV, Márcio aumentou o seu muro de três para seis metros, o que teria causado a obstrução de circulação de ar, da paisagem e da iluminação natural, além da morte do jardim de flores do seu vizinho. Por conta de todos os transtornos causados, o apresentador se tornou réu em uma ação de tutela antecipada em que o vizinho exige que a reforma seja desfeita. O processo foi aberto em dezembro de 2020.

Kalache também alega que no período das obras foram causados danos na fiação da internet, no carro de sua mulher e constrangimentos com o ingresso de operários contratados. De acordo com os autos, o funcionário da Globo recebeu várias reclamações mas não deu importância a nenhuma delas. A decisão de processá-lo veio depois do advogado se deparar com uma instalação de tapumes ao redor da passarela que faz a divisa entre as duas casas.

A mansão onde Garcia mora com a sua esposa e seus três filhos tem cerca de 5 mil metros quadrados, com piscina, quadra, quintal, uma produtora do próprio, uma cisterna e até teto solar, sendo avaliada em até R$ 15 milhões.

A juíza Adriana Angeli de Araujo de Azevedo Maia, da 5ª Vara Cível da Barra da Tijuca indeferiu a tutela antecipada ainda em 2020 por entender que não havia urgência com o pedido, além da falta de provas que embasassem a tese de danos ou riscos irreparáveis ao imóvel de Kalache. Em fevereiro a relatora Lúcia Esteves analisou o caso e também indeferiu a concessão de efeito suspensivo por falta de consistência para dar continuidade ao processo movido pelo vizinho. Depois de perder em primeira instância, Eduardo Kalache  pode recorrer em segunda instância.

Compartilhe