Hit “É O AMOR” trintou!

  • Paradinha
Ouça essa notícia

Zezé Di Camargo e Luciano. Foto: Reprodução da internet

“É o amor” completa 30 anos de história nesta segunda-feira (19). .A música que trouxe o sucesso aos irmãos Mirosmar (Zezé) e Welson (Luciano), é mais que um sucesso, ela “se tornou uma história na vida das pessoas”, como define o próprio compositor e filho mais velho de Seu Francisco.

Em conversa exclusiva com a coluna da Fábia Oliveira, Zezé relembrou quando tudo começou, e sem ter como evitar, falou da saudade que sente do pai, que tanto insistiu no sucesso da dupla.

No início da carreira, seu Francisco Camargo, pai da dupla, ainda operário, gastou todo o seu salário para comprar fichas de telefone distribuindo entre amigos e conhecidos, pedindo para que ligassem na rádio e pedissem a música dos seus filhos. Ao escrever para vocês, o filme “Dois Filhos de Francisco” que retrata a história da dupla, me passa pela mente!

O astro da música sertaneja, começou a entrevista lembrando de como compôs a canção e dizendo que ouviu de um diretor artístico de uma gravadora que a música era ‘boazinha’. Zezé também falou da saudade do pai, que morreu há cinco meses: ‘Doí muito. Ainda dói muito a falta do meu pai’.

Durante a entrevista sobre o hit sertanejo, questionado sobre esperar ou não que a música tivesse esse sucesso todo por tantos anos, Zezé Di Camargo, respondeu que não.

“Quando a gente faz uma música por mais experiência que você tenha não dá para dimensionar o tamanho que ela vai ser e isso depende de vários fatores. Quando eu cantei ‘É o Amor’ pela primeira vez, depois de ter levado três horas compondo desde a concepção até a última estrofe, eu sabia que tinha feito uma grande música, uma música bonita. Tanto que eu cantei várias vezes só com a minha voz e o violão e fiquei emocionado. Não tinha noção de um possível sucesso até porque era o nosso primeiro disco e a gente não tinha força na mídia. Quando você já tem sucesso e é famoso, fica mais fácil emplacar uma música. Juro que pensei que um ano depois dela aparecer e estourar, as pessoas iam esquecer. Mas ela foi se perpetuando, foi virando tema de casamento e aí vieram as regravações. Já são regravações em 14 idiomas! Eu nunca imaginei que teria uma música gravada em árabe ou russo (risos). Não previa nada disso. Eu acho que ´É o Amor’ já passou essa coisa de sucesso, ela virou uma história na vida das pessoas”, concluiu emocionado.

É o amor, após muita insistência de seu Francisco e o talento de seus filhos, foi impulsionada pelo sucesso nas rádios de Goiás, ultrapassou as fronteiras do estado e conquistou todo o Brasil, nascendi o primeiro álbum da dupla sertaneja Zezé Di Camargo & Luciano, editado naquele ano de 1991 pela gravadora Copacabana.

Anos se passaram, e completando 30 anos hoje, a música ‘É o Amor’ se tornou um hino e acumula números impressionantes de reproduções nos dias atuais.

Compartilhe