POR QUE FAMOSOS DA TV ESTÃO INVESTINDO MAIS NA INTERNET? ENTENDA.

Ouça essa notícia
Reprodução da Internet - Famosas falam das suas experiências com a internet. A esquerda, Deborah Secco, Carolina Ferraz ao meio e Giovanna Ewbank à direita.

Você com certeza já se fez essa pergunta, ou talvez essa: “Será que a “TV” está acabando?”. Não gente, não está acabando. Mas, como tudo nesse mundo se atualiza, a internet chegou para abrir novos caminhos e nos fazer chegar a mais pessoas através da tecnologia.

Giovanna Ewbank, uma das pioneiras dessa migração da TV para a internet falou um pouco da sua experiência nos veículos de comunicação e sobre seus benefícios.

Além da loira, a atriz Carolina Ferraz que já protagonizou várias novelas e a atriz Renata Sorrah (eterna Nazaré de “Senhora do Destino”) também relataram experiências com esse mundo mais digital.

Giovanna Ewbank, dona do canal Gioh, com quase 5 milhões de inscritos, conta que é necessário que as pessoas entendam que a internet é uma grande amplificadora e que, quase sempre, não dá para ignorá-la.

“A necessidade de investir na internet foi observada com o crescimento. Meu canal é hoje uma empresa da qual me orgulho muito, mas nem sempre foi assim, fomos aprimorando do cenário ao roteiro. Foi uma grande descoberta, sem fórmula pronta. Me tornei uma apresentadora profissional quando assumi as rédeas da minha carreira no YouTube”, explica Giovanna.

No entanto, a apresentadora ressalta que não acredita que a transição TV x internet seja uma necessidade, mas, sim, uma opção.

“Há pessoas felizes na televisão, outras felizes na internet, gente que conjuga os dois muito bem. Eu tenho projetos na televisão e sigo amando a TV. Eu diria que é preciso conhecer a internet, se interessar e usá-la com responsabilidade”, acrescenta Giovanna.

Já Carolina Ferraz, acaba de lançar a segunda temporada do programa “She is The Boss”, no YouTube, em que entrevista mulheres empreendedoras. 

A liberdade e versatilidade que a ferramenta promove faz com que artistas pensem em diferentes projetos, em diversas plataformas. Além do “She is The Boss”, Carolina Ferraz também fala de beleza no quadro “Beleza sem Roteiro” e ainda tem uma websérie chamada “Pandêmicos”, produzida no ano passado e disponível em 8 plataformas.

“Na medida que eu me afastei da televisão, de um modo direto, acabei olhando no meu entorno. Vi o que estava acontecendo e me interessei pelas novas formas de me comunicar, de me posicionar no mercado, de ser um criador autoral, dono do próprio conteúdo. Estou apaixonada”, reforça Ferraz.

Renata Sorrah também sabe a força que tem a internet. Em uma entrevista para a Folha de São Paulo, a atriz, com 50 anos de carreira, contou que, muitas vezes, é mais reconhecida pelos memes (com sua personagem Nazaré Tedesco, de “Senhora do Destino”) do que por outros personagens.

“Uma vez, em Curitiba, passei em um bar de jovens, que falaram: ‘Olha lá a mulher dos memes’”, disse ela à publicação.

Quem também tem aderido a internet, mas mais do lado engraçado da coisa é Claudia Raia, que já brilhou em muitas novelas e musicais, atualmente tem investido na alta produção de looks para suas atuações e dancinhas no melhor estilo TikToker, na maioria das vezes ao lado de sua filha Sophia.

Por falar em dancinhas no TikTok e Reels, nem todo mundo adere aos modismos da internet.

Deborah Secco admite que gosta de fazer apenas o que dá na telha.

“Não me sinto obrigada a nada. O que funciona na internet é exatamente isso, é você não ser obrigada a nada e fazer o que te diverte, abrir sua intimidade até onde te faz bem, quanto maior verdade, mais dá certo”, aponta.

Giovanna Ewbank compartilha da mesma opinião que Deborah Secco: “Acredito que minha trajetória me coloca hoje em um lugar confortável de apenas fazer o que eu gosto e acredito.”

Já Carolina Ferraz afirma que, de modo geral, as brincadeiras que surgem na internet são muito divertidas, mas que nem sempre se identificam com elas.

“Nem me imagino fazendo uma dancinha do TikTok. Eu tento ser coerente comigo. Tem coisa que está na moda que eu não acho que combina comigo. Respeito meus limites. As pessoas também sentem quando a gente está forçando a barra. Então eu posso estar perdendo alguns pontos pelo algoritmo, que hoje em dia controla tudo, mas eu acho que estou ganhando a longo prazo”, destaca Ferraz.

Ary Fontoura, aos 88 anos, com mais de 50 novelas no currículo, também se rendeu à internet e, inclusive, aprendeu sobre a ferramenta para começar a usar. O ator viu sua carreira ganhar um novo estímulo na internet. Começou mostrando seu cotidiano de forma engraçada em plena pandemia e hoje já soma quase 3 milhões de seguidores.

Compartilhe