Um ano de CNN: Erros e acertos da emissora

  • Maratonei
Ouça essa notícia

Erros e acertos da emissora. Foto: Reprodução Internet

No dia 15 de março a CNN Brasil comemorou o seu primeiro ano. Em um domingo ia ao ar pela primeira vez às 20h e o assunto não poderia ser outro: o avanço da covid-19 no país, a doença havia atingido no dia 11 de março o status de pandemia global pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Apesar de vir realizando um grande trabalho desde a sua estreia a emissora decidiu não festejar o seu primeiro aniversário. Em um vídeo publicado nas redes sociais eles explicam: “Neste primeiro ano teríamos muitos motivos para comemorar…,Mas não vamos comemorar. Vivemos um período delicado e grave da pandemia. Por isso a CNN decidiu usar este momento para homenagear as vítimas da Covid-19 e suas famílias”.

Antes mesmo da sua estreia a emissora chamou bastante atenção pelas contratações que fez, trazendo muitos jornalistas e apresentadores da Globo, prometendo uma concorrência com a Globo News. Mas qual o balanço desse ano? Nossa equipe selecionou os acertos e erros da CNN nesse período.

Acertos

CNN Tonight

O talk show apresentado por Mari Palma, Gabriela Prioli e Leandro Karnal foi um dos grandes acertos da emissora. Toda semana eles trazem profissionais para falar sobre diversos assuntos. Os três apresentadores falam com o público jovem e tem muito sucesso no mundo virtual, trazendo esse público para a emissora e mostrando os bastidores em suas redes sociais.

Mudança de logos no primeiro aniversário

No primeiro ano em terras brasileiras a emissora decidiu mudar as logomarcas e vinhetas, trazendo uma renovação ao canal. O Jornal da CNN, Agora CNN, Expresso CNN, Live CNN e outros programas ganharam essa novidade.

Contratações

A emissora pegou muitos jornalistas das concorrentes, principalmente a Globo. Monalisa Perrone saiu do matinal Hora Um para entrar na grade da CNN. Márcio Gomes que atuou no programa Combate ao Coronavírus também deixou a Globo em 2020. William Waack, Evaristo Costa, Alexandre Garcia, Elisa Veeck e jornalistas de afiliadas da Globo também acabaram sendo contratados pela emissora.

Erros

Rotatividade dos jornalistas

Os programas da emissora estão sempre em mudança, com um vai e vem de jornalistas em vários horários. Quando o público se acostuma com um apresentador a emissora vai lá e troca o seu horário. Mari Palma e Phelipe Siani, por exemplo, foram contratados para apresentarem juntos o Live CNN Brasil, mas em julho a jornalista começou o talk show CNN Tonight. Em janeiro desse ano, Phelipe saiu do jornalismo e foi para o entretenimento da emissora.

Contratação de Reinaldo Gottino

Em 2019 o jornalista Reinaldo Gottino foi contratado pela emissora, ele apresentava o Balanço Geral SP desde 2014, mas meses depois acabou voltando para a sua antiga emissora e precisou indenizar a CNN viu. Ele comandou o CNN Novo Dia e também o CNN 360º. Ele ficou bem marcado depois de um atrito com Gabriela Prioli, onde ele era mediador, e foi duramente acusado nas redes sociais.

Concorrência no Youtube e na televisão

Se a CNN Brasil queria ser a maior nas redes sociais e na televisão ela ainda não conseguiu conquistar. No Youtube o maior canal de jornalismo é o Band Jornalismo com 2,39 milhões de escritos, enquanto ela tem 1,38 milhões. Já a Globo News, que tem programas em formatos semelhantes também não teve grandes perdas de audiência para a concorrente.

Baixa audiência

Mesmo com muitas estratégias e mudanças a emissora ainda tem baixa audiência. Entre julho e agosto de 2020 ela chegou a marcar 0,18 pontos na capital paulista, atingindo a 20º posição no ranking de audiência. O quadro Liberdade de Opinião, com Caio Copolla, que é transmitido dentro do Visão CNN também não teve bons resultados e fez o telejornal cair em audiência.

Compartilhe