VIRGÍNIA PRETENDE INGERIR A PLACENTA DE MARIA ALICE EM CÁPSULAS. ENTENDA

Ouça essa notícia
Reprodução da Internet.

A esposa do cantor Zé Felipe, Virgínia Fonseca, revelou em vídeo postado no Youtube que colocou a placenta da filha Maria Alice em cápsulas. A influenciadora digital contou que elas são “capazes de combater a depressão pós-parto”, segundo explicação de sua doula. 

Esse ato de transformar a placenta em cápsulas está cada vez mais comum entre mulheres que querem ingerir o órgão logo após o parto, mas não têm coragem de comê-lo em sua forma natual. O ato de ingerir o órgão, chamado de placentofagia, já existe há alguns anos e é mais comum nos Estados Unidos.

Órgão vascular que une o feto à parede do útero materno, permitindo a passagem de materiais nutritivos e oxigênio para o sangue do feto e a eliminação de dióxido de carbono e resíduos nitrogenados, a placenta é um dos subprodutos do parto e, na maioria dos casos, é descartada após o nascimento do bebê.

Ainda segundo a coluna, no Brasil, há cerca de dois anos, o encapsulamento da placenta – rica em ferro, vitamina B12, hormônios (estrógeno e progesterona), entre outros nutrientes – tem se tornado uma alternativa para a mulher. Geralmente custa entre R$ 400 e R$ 500 uma embalagem com 130 cápsulas.

Segundo a rede BBC, a empresa britânica Independent Placenta Encapsulation Network (IPEN) oferece treinamento e serviços na área. Ela cobra cerca de US$ 250 (R$ 553) para transformar a placenta em cápsulas e US$ 40 (R$ 88) por uma vitamina de placenta.

Reprodução da Internet.
Compartilhe